Home Blogs Como avaliar os INVESTIMENTOS EM TI durante uma desaceleração econômica: Um guia simples de compras
Applications

Como avaliar os INVESTIMENTOS EM TI durante uma desaceleração econômica: Um guia simples de compras

About The Author

Outline

À medida que o mundo continua a experimentar a incerteza económica, os líderes empresariais procuram apertar os orçamentos, consolidar ferramentas e recursos e, em geral, tornar-se mais avessos ao risco ao avaliar novos investimentos. Não é diferente para aqueles que estão em TI e segurança, mas isso não significa que os gastos devem parar completamente. Na verdade, os ORÇAMENTOS DE TI ainda devem crescer 2,2% este ano. Então, como as empresas podem minimizar custos enquanto maximizam o ROI ao investir em TI e segurança este ano?

Aqui estão alguns conselhos de compras sobre como avaliar os investimentos atuais e solicitar novos INVESTIMENTOS EM TI durante uma recessão econômica.

Envolva sua equipe de compras desde o início.

Envolver sua equipe de compras desde o início pode ser uma maneira eficaz de reduzir o TCO de seus INVESTIMENTOS EM TI e segurança. Os profissionais de compras são qualificados para negociar contratos, identificar oportunidades de economia de custos e avaliar fornecedores. Ao trazê-los para a conversa no início, você pode aproveitar a experiência deles e garantir que você está obtendo o melhor negócio possível.

Por exemplo, sua equipe de compras pode ajudá-lo com a devida diligência comercial para obter o melhor custo e estrutura de contrato disponível antecipadamente, enquanto você se concentra nos requisitos técnicos. Para começar, desenvolva uma lista de critérios que seus INVESTIMENTOS EM TI e segurança devem atender. Isso pode incluir coisas como custo, confiabilidade, escalabilidade e suporte ao fornecedor. Depois de ter essa lista, trabalhe com sua equipe de compras e use-a para avaliar possíveis soluções e fornecedores.

Além de ajudá-lo com o processo de aquisição, envolver sua equipe de compras desde o início também pode ajudá-lo a evitar um longo e oneroso processo de contrato, bem como ajudá-lo a construir relacionamentos mais fortes com seus fornecedores. Ao trabalhar em conjunto, você pode identificar áreas para melhoria e negociar melhores termos para compras futuras. Isso pode ajudá-lo a reduzir custos e melhorar a qualidade geral de seus INVESTIMENTOS EM TI e segurança ao longo do tempo.

Considere o custo total de propriedade.

Ao investir EM TI e segurança, as empresas precisam considerar mais do que apenas o preço inicial de compra. O custo total de propriedade (TCO) considera todos os custos associados a um ativo ao longo de sua vida útil, incluindo frete, impostos, instalação, treinamento, etc. custos de manutenção e muito mais. Em uma pesquisa da Deloitte, 65% das organizações relataram que a redução de custos era uma prioridade de negócios, e 52% citaram a redução de TCO como uma estratégia chave para atingir esse objetivo. Ao avaliar o TCO, as empresas podem tomar decisões mais informadas e evitar despesas inesperadas.

Reduza a perceção de custo.

A mudança pode ser assustadora, especialmente se houver sinais de dólar ligados a ela. Ao reduzir a perceção de custos e riscos associados, você pode ajudar os tomadores de decisão a se sentirem mais confortáveis com o investimento em novas soluções e tecnologias.

Para fazer isso, você pode tomar uma série de passos. Primeiro, ao trabalhar com sua equipe de compras em due diligence comercial, você pode verificar referências e depoimentos, pedir uma prova de conceito e conversar com os parceiros do fornecedor. Compile essas informações e use-as como parte de sua análise e apresentação aos tomadores de decisão.

Outra maneira de reduzir o custo percebido é focar nos benefícios e ROI do investimento proposto. Considere o impactos positivo que o investimento terá na sua organização, como aumento da produtividade, melhor segurança ou melhor satisfação do cliente. Apresente esses benefícios de forma clara e concisa, usando dados e exemplos do mundo real para apoiar seu caso.

Por fim, ser transparente sobre os custos associados ao investimento. Fornecer informações detalhadas sobre o custo total de propriedade, incluindo quaisquer custos contínuos de manutenção, suporte ou atualização. Isso pode ajudar os tomadores de decisão a entender o quadro completo e tomar decisões informadas.

Apresente os fatos e os números.

Ao apresentar o caso de investir em TI ou segurança para os tomadores de decisão, é importante fornecer um argumento claro e convincente apoiado por dados e análises. Isso significa apresentar a totalidade dos números com suposições razoáveis sobre como você chegou a eles. A informação deve ser altamente digerível e visual, visando fazer o maior impactos na primeira vez que é apresentada.

Comece por apresentar o estado atual e, em seguida, passar para o que está sendo proposto. É importante comparar o investimento proposto em relação aos padrões ou práticas recomendadas do setor para demonstrar o potencial ROI. Isso ajuda os tomadores de decisão a entender os benefícios potenciais do investimento e por que vale a pena o custo.

Avalie o risco de não fazer nada.

Além do ROI, também é importante considerar o risco de não fazer nada. Isso inclui os custos potenciais de não investir em TI ou segurança, como perda de produtividade, maior tempo de inatividade e o risco de violações de segurança – e as organizações não podem se dar ao luxo de economizar em segurança. A pesquisa mais recente da ibm afirma que o custo médio de uma violação de dados atingiu uma alta de 4,35 milhões de dólares no ano passado, com violações representando a maioria do tempo de inatividade empresarial.

E, qual é a sua pilha de ferramentas atual a custar?

De acordo com a Broadcom Software, a expansão de ferramentas está custando às empresas uma média de $2,5 milhões de dólares por ano. Na verdade, 69% das equipes de desenvolvimento e operação querem consolidar suas ferramentas por causa de desafios com custos ocultos, agilidade insuficiente e o tempo de manutenção se afasta do gerenciamento de segurança e conformidade.

É aqui que os profissionais de compras e TI/segurança devem trabalhar juntos para consolidar fornecedores e procurar soluções unificadas que priorizem a segurança e a conformidade em seus produtos e serviços. Isso garantirá que as compras de tecnologia atendam aos padrões necessários e reduzirão o risco de custos adicionais associados à não conformidade, além de proporcionar os benefícios adicionais de eficiência operacional e maior velocidade da equipe com menos ferramentas para gerenciar e unir fisicamente.

Considere o scorecard da sua empresa.

É mais do que provável que sua equipe de compras tenha um scorecard com métricas claras e expetativa definidas para avaliar as decisões de compra e avaliar o impactos dessas decisões no sucesso geral da organização. Considere as seguintes métricas para melhor apoiar o seu investimento proposto:

EBIT (Lucro Antes de Juros e Impostos). Esta métrica mede a rentabilidade da sua organização e pode ser usada para avaliar o impactos das decisões de aquisição nos resultados finais.

Estratégia de prevenção de custos. Esta métrica mede quanto dinheiro foi economizado evitando tentativas de aumento de preços por parte dos fornecedores. As organizações podem reduzir custos e melhorar a rentabilidade negociando melhores negócios ou contratos com fornecedores e evitando aumentos de preços.

Capital de giro e condições de pagamento. Ao estender as condições de pagamento, as organizações podem liberar o fluxo de caixa e melhorar sua posição financeira. Por exemplo, se uma empresa estender as condições de pagamento da Net 30 para a Net 90, ela terá 60 dias adicionais de capital de giro disponíveis para investir em iniciativas de crescimento.

Ao usar essas métricas para avaliar potenciais investimentos, as organizações podem tomar decisões mais informadas, maximizando o ROI e reduzindo o TCO.

Atamento

A colaboração entre os profissionais de compras e TI/segurança é crucial para avaliar os investimentos atuais e futuros, a fim de minimizar os custos e maximizar o ROI, especialmente durante uma desaceleração econômica. Ao definir claramente necessidades e requisitos, avaliar o TCO, realizar avaliações de risco, incorporar segurança e conformidade na seleção de fornecedores e revisar e atualizar regularmente a tecnologia, essas equipes podem trabalhar juntas para ajudar seus líderes de negócios a tomar decisões mais informadas e otimizar suas estratégias de aquisição, maximizando o ROI.